Caminho Primitivo

Onde história, natureza e desafio se encontram em uma trilha autêntica e estimulante.

No Caminho Primitivo, a autenticidade histórica se funde com a beleza natural e o desafio que todo peregrino espera. Esta rota é mais do que uma viagem, é uma experiência que o levará de volta no tempo, seguindo os passos dos primeiros peregrinos que se aventuraram em direção a Santiago de Compostela.

Tours populares do Caminho Primitivo

Camino Primitivo últimos 100 km
100 Km
Lugo
5 Etapas
6 Noites
a partir de 462 €
Veja o Tour
Camino Primitivo por Asturias
314 Km
Oviedo
14 Etapas
15 Noites
a partir de 1155 €
Veja o Tour

Onde começar Caminho Primitivo?

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
314 Km 14 Etapas 15 Noches 5/5 Oviedo

Oviedo no Caminho Primitivo
Capital do Principado de Astúrias, Oviedo possui uma arquitetura impressionante, museus, parques e uma grande tradição gastronômica.

Essa cidade, localizada no norte da Espanha, é a capital do Principado de Astúrias. Oviedo é uma cidade moderna e vibrante, que combina patrimônio histórico com uma atmosfera urbana animada. Seus monumentos incluem a Catedral de Oviedo, Santa María del Naranco, o Mosteiro Real de San Pelayo e o Aqueduto dos Pilares.

Suas origens remontam ao século I a.C., quando a cidade foi estabelecida como um assentamento romano. Após a queda do Império Romano, Oviedo passou por vários estágios de dominação, incluindo visigótico e muçulmano. No entanto, foi no século VII que a cidade alcançou grande importância graças ao rei asturiano Alfonso II.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
245 Km 11 Etapas 12 Noches 5/5 Tineo

Tineo no Caminho Primitivo
Conhecida por seu patrimônio histórico e cultural, Tineo se destaca por sua beleza natural de paisagens verdes e montanhosas.

A cidade de Tineo está localizada no sudoeste de Astúrias, em uma paisagem natural incomparável de montanhas e vales, o que a torna uma área ideal para atividades ao ar livre.
Sua importância histórica remonta ao Império Romano e viveu um período de grande esplendor entre os séculos XII e XV, graças ao fluxo de peregrinos que passavam pelo município a caminho de Santiago de Compostela.

Possui um rico patrimônio artístico e cultural, incluindo inúmeros palácios e igrejas, como o Monastério de Santa María la Real de Obona, declarado Bem de Interesse Cultural.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
198 Km 9 Etapas 10 Noches 5/5 Berducedo

Berducedo no Caminho Primitivo
Imerso em uma paisagem rural de pastos verdes, está Berducedo, um local de passagem para milhares de peregrinos no Caminho Primitivo.

A história de Berducedo está ligada ao Caminho de Santiago e seu papel como local de descanso e abastecimento para os peregrinos nessa rota desde a Idade Média. Durante esse período, foram construídos abrigos e albergues para acomodar os viajantes.

Essa pequena cidade, localizada na região autônoma de Astúrias, é hoje um lugar tranquilo e pitoresco, cercado por montanhas e paisagens impressionantes. Suas atrações turísticas incluem a igreja de Santa María de Berducedo.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
149 Km 7 Etapas 8 Noches 4/5 A Fonsagrada

A Fonsagrada no Caminho Primitivo
A Fonsagrada é uma das cidades mais importantes do Caminho Primitivo antes de chegar a Santiago de Compostela, pois fica a apenas 160 km do final do Caminho.

Na província de Lugo, parte da Reserva da Biosfera Eo-Oscos e Terras de Burón, fica A Fonsagrada, um grande município galego com uma conexão especial com o Caminho de Santiago de Compostela.

O Caminho Primitivo é o fio condutor em torno do qual estão situados alguns dos monumentos mais notáveis de seu rico patrimônio, como o antigo hospital de Fonfría ou a igreja de Santa María.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
100 Km 5 Etapas 6 Noches 3/5 Lugo

Lugo no Caminho Primitivo
A ponte romana de Lugo, ou ponte velha, é uma ponte de origem romana que passou por várias reconstruções durante os séculos XII, XIV e XVIII.

A cidade de Lugo está localizada na província de Lugo, na Galícia. Embora suas origens remontem aos tempos celtas, a cidade viveu seu período de máximo esplendor durante a Idade Média. Hoje Lugo é uma cidade contemporânea que ainda preserva elementos desse período integrados à cidade. A Muralha de Lugo, que faz fronteira com a cidade, sua Catedral, a Domus de Mitreo ou sua ponte romana são alguns deles.

Nível de dificuldade Caminho Primitivo

Dificuldade do perfil da rota Caminho Primitivo

O Caminho Primitivo é um itinerário de dificuldade média-alta. Entretanto, esta talvez seja a rota mais exigente fisicamente. Você deve ter em mente que o nível de dificuldade dessa rota pode variar dependendo do ponto de partida, de como você decide dividir as etapas, de sua condição física e das condições climáticas no momento da viagem.

Distância

O Caminho Primitivo completo tem aproximadamente 314 quilômetros de extensão a partir de Oviedo. Esta rota também pode ser completada em menos quilômetros se você quiser começar em outro ponto mais próximo de Santiago, como Lugo ou A Fonsagrada. A distância percorrida a cada dia pode afetar a sensação de dificuldade, por isso é importante planejar etapas que sejam adequadas ao seu nível de condicionamento físico.

Terreno

O terreno do Caminho Primitivo é variado e pode ser desafiador em certas seções. Você encontrará estradas pavimentadas (embora poucas), trilhas na floresta, caminhos de terra, terreno montanhoso e caminhos rochosos.

Essa rota pode ser particularmente difícil para os ciclistas devido à falta de infraestrutura específica, como ciclovias. Deve-se observar também que, durante os meses de inverno, a lama inunda partes da rota, o que pode ser uma desvantagem.

Senderos Camino Primitivo

Trilhas florestais pelas quais passa o Caminho Primitivo.

Desnível

O Caminho Primitivo tem declives consideráveis em comparação com outras rotas. De Oviedo a Lugo é uma rota típica de média montanha, com exceção da descida para o reservatório de Salime (onde a altitude cai de quase 1.000 metros para 300 metros) e da subida para Puerto de Palo (onde a altitude sobe para quase 800 metros), não há grandes desníveis a serem superados de uma só vez. Entretanto, a rota é um sobe e desce contínuo com todos os tipos de terreno.

A rota e a sinalização do Caminho Primitivo

O percurso do Caminho Primitivo é bem sinalizado e pode ser seguido seguindo as placas que indicam a rota: marcos de pedra, o icônico ladrilho de concha de vieira nas fachadas de edifícios ou construções urbanas, setas amarelas, vieiras de bronze embutidas no chão das ruas…

Recomendamos que você procure essas placas na geografia urbana ou rural para poder seguir o Caminho de Santiago, pois às vezes elas podem estar escondidas ou cobertas por algum elemento, como carros ou pessoas, fazendo com que você siga o caminho errado. Se você chegar a um cruzamento sem nenhuma indicação e não souber como continuar, recomendamos que volte à última placa que viu para tentar se reorientar.

Observação importante:

Em Astúrias, você deve seguir a vieira na direção em que ela se fecha, ou seja, na direção de sua base (como uma seta imaginária). Na Galícia, ao contrário, você deve sempre seguir a parte aberta da concha, ou seja, a parte grande semicircular. Além disso, é bastante comum que as vieiras sejam acompanhadas por uma seta amarela, portanto, você não terá nenhuma dificuldade em seguir o caminho.

O que ver e fazer em Caminho Primitivo?

Este itinerário é considerado uma das rotas mais panorâmicas do Caminho de Santiago, pois suas paisagens verdes das alturas oferecem vistas inesquecíveis. Graças a isso, foi reconhecido pela UNESCO em 2015, juntamente com o Caminho do Norte, como Patrimônio Mundial, a mais alta distinção que um bem cultural pode receber.

A rota atravessa dezenas de florestas, rios, montanhas, vilarejos, rios, córregos, vales, colinas e pastos com gado pastando. A maior parte da rota está no meio da natureza, portanto você dificilmente caminhará em estradas com veículos.

A solidão de algumas seções faz do Caminho Primitivo um paraíso para aqueles que buscam explorar e redescobrir seu eu interior. É uma das rotas mais bonitas e tranquilas de toda a península.

Por onde passa o Caminho Primitivo?

A rota começa logo na entrada da Catedral de Oviedo e percorre o interior do Principado de Astúrias até entrar na Galícia, atravessando o Maciço Galaico para chegar a Fonsagrada. A partir daí, o Caminho continua em direção a Santiago de Compostela, passando por Lugo até Melide, a cerca de 55 quilômetros da Catedral de Santiago. Aqui o Caminho Primitivo se une ao Caminho Francês e compartilha o mesmo caminho para Santiago.

Alguns dos municípios ao longo do Caminho Primitivo são:

Melide

O município está localizado na província de A Coruña, na Galícia. Desde a Idade Média, Melide tem sido um importante ponto de descanso e de encontro para os peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela. A cidade se desenvolveu em torno dessa atividade, estabelecendo albergues, pousadas e serviços para os viajantes.

Um dos aspectos mais emblemáticos de Melide é sua tradição gastronômica. O famoso “Pulpo á feira“, um prato típico galego que consiste em polvo cozido com azeite de oliva, páprica e sal, é um elemento central da cultura culinária dessa região.

Arzúa

É um pequeno povoado de origem pré-romana está localizado na província de A Coruña e viveu seu período de esplendor na Idade Média. Aqui você encontrará o hospital de Ribadiso da Ponte e o Convento de La Magdalena, construídos durante esse período para ajudar os peregrinos, bem como a Igreja de Santiago de Arzúa, dedicada ao Apóstolo.

Atualmente, Arzúa tem um tecido industrial próspero e um dos setores agrícolas e pecuários mais importantes da Galícia. Em sua Caminhada de Santiago de Compostela por Arzúa, você pode visitar o Centro de Divulgação do Queixo e do Mel.

O Pedrouzo

Também conhecida como “A Rúa do Peregrino“, é uma pequena vila localizada na província de A Coruña. Ela está localizada na última etapa do Caminho Francês. Sua história está intimamente relacionada ao caminho do Caminho de Santiago e ao fluxo de peregrinos ao longo dos séculos.

Com o tempo, a chegada de peregrinos em grande número também contribuiu para o desenvolvimento da área. Hotéis, albergues, restaurantes e outros serviços para os peregrinos foram estabelecidos para atender à crescente demanda.

Hoje, o município continua sendo um ponto vital na experiência do Caminho de Santiago, onde os peregrinos podem descansar e se conectar com outros viajantes na iminente chegada a Santiago de Compostela.

Outros povoados importantes do Caminho Primitivo de Santiago são: Grado, Salas, Tineo, Pola de Allande, Grandas de Salime, A Fonsagrada, Cádavo Baleira, Ferreira e O Pedrouzo.

Monumentos que você não pode perder no Caminho Primitivo

Catedral de San Salvador de Oviedo

Catedral San Salvador de OviedoA catedral gótica de Oviedo, também conhecida como Sancta Ovetensis, em referência à qualidade e à quantidade de relíquias que ela contém.

A Catedral de San Salvador de Oviedo, em estilo gótico, foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1998. Ela também é conhecida como Sancta Ovetensis, em referência à qualidade e à quantidade de relíquias que contém. Um ditado popular diz sobre os peregrinos que “quem vai a Santiago e não ao Salvador, visita o servo e esquece o Senhor”.

Mosteiro de San Salvador de Cornellana

O Mosteiro de San Salvador está localizado na cidade asturiana de Cornellana. A criação deste mosteiro data de 1024, quando a Infanta Cristina, filha do Rei Bermudo II e da Rainha Velasquita de León, doou um grupo de propriedades e uma igreja que havia sido construída por seu marido Ordoño Ramírez, o Cego.

Com a desamortização de Mendizábal no século XIX, o mosteiro foi excluído e os monges expulsos, o que levou à perda de grande parte de seu patrimônio artístico e cultural. Em 1931, foi declarado Monumento Nacional e, após o fim da Guerra Civil, o arquiteto Luis Menéndez Pidal foi encarregado de realizar os projetos de restauração.

Igreja Colegiada de Santa María la mayor de Salas

A igreja colegiada de Santa María la Mayor é um templo cristão localizado no município de Salas, no Principado de Astúrias. Este edifício do século XVI foi originalmente planejado para ser um panteão familiar. No entanto, acabou se tornando um edifício paroquial após ser cedido pelos Duques de Alba em 1894. A igreja colegiada foi declarada Monumento Histórico-Artístico e Bem de Interesse Cultural devido à sua relevância histórica e arquitetônica. Ainda hoje é um local de culto ativo.

Mosteiro de Santa María la Real de Obona

O Mosteiro de Santa María de la Real é um templo beneditino localizado na cidade asturiana de Obona. Sua origem não é clara, pois há dúvidas quanto à veracidade de seu documento de fundação. Durante a Idade Média, tornou-se um importante centro religioso e cultural.

Muralha de Lugo

Muralla de LugoA muralha romana de Lugo circunda o centro histórico da cidade.

A Muralha de Lugo é uma estrutura defensiva localizada na cidade de Lugo, na Galícia. É um dos monumentos romanos mais valiosos e mais bem preservados da Península Ibérica e foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 2000.

Sua construção data entre o final do século III e o início do século IV a.C. A muralha foi erguida com o objetivo de defender a antiga cidade, Lucus Augusti, de possíveis ameaças externas. Ao longo dos séculos, o muro passou por várias modificações para se adaptar às necessidades defensivas de cada período.

Outros monumentos que você pode descobrir ao longo do Caminho Primitivo são: a Universidade de Oviedo, o Palácio dos Cienfuegos de Peñalba, a igreja paroquial de El Salvador de Grandas de Salime, a necrópole de Chao Samartín e o Porto de Acebo.

Lugares alternativos para descobrir no Caminho Primitivo

Se você é uma daquelas pessoas que gostam de conhecer novos lugares e também planeja reservar noites extras para aprender sobre a história e a arquitetura durante a caminhada de Santiago, aqui estão alguns lugares interessantes perto da estrada que você pode visitar em sua peregrinação no Caminho de Santiago Primitivo.

Santa María del Naranco

Santa María del Naranco é um antigo palácio de prazeres localizado em Oviedo, Astúrias. Esta joia arquitetônica data do ano 842 e tem um estilo pré-românico conhecido como “asturiano” ou “ramirense”. Foi declarado Monumento Nacional em 1885 e Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1985. A cidade mais próxima deste palácio é Oviedo, pois esse monumento fica a 11 minutos de carro ou a 45 minutos a pé do centro da cidade.

A Rota dos Hospitais

As ruínas de três hospitais para peregrinos estão localizadas em um desvio do Caminho de Santiago Primitivo conhecido como Rota dos Hospitais. Esta variante vai mais ao norte do que a rota oficial atual e começa a pouco mais de um quilômetro de Borres, ligando-se novamente à rota principal em Puerto del Palo. A rota, perfeitamente sinalizada, passa em sua maior parte acima de 1.100 metros acima do nível do mar.

O desvio está localizado na etapa entre os municípios de Tineo e Pola de Allande.

Mirante da Paicega

Se você gosta de fotografia e está sempre em busca da foto perfeita, não pode deixar de visitar o mirante de Paicega. O trilho para chegar a esse mirante sai do município de Pesoz e sobe pela floresta (e alguma estrada) até chegar à vista panorâmica do reservatório de Grandas de Salime e do rio Navia.

Embalse de SalimeO reservatório de Salime, localizado no rio Navia, foi inaugurado em 1955.

Se desejar visitá-la, você pode fazê-lo em sua caminhada por Grandas de Salime, que fica a apenas 13 minutos de carro.

História do Caminho Primitivo

A rota que o Rei Alfonso II empreendeu a partir de Oviedo no século IX, a fim de verificar por si mesmo a descoberta dos restos mortais do Apóstolo, é conhecida como o Caminho Primitivo de Santiago.

Esta rota de peregrinação foi muito frequentada por asturianos e galegos durante grande parte dos séculos IX e X e também atraiu peregrinos de outras partes do norte da Espanha e da Europa. O rei Alfonso III, o Grande, sucessor de Alfonso II, também percorreu essa rota em duas ocasiões.

Durante os séculos XI e XII, León se tornou a nova capital do reino de Astúrias e a monarquia escolheu o Caminho Francês de Santiago como sua rota principal. Apesar disso, o Caminho Primitivo continuou sendo uma alternativa para os peregrinos que não queriam perder as relíquias das catedrais de Oviedo e Lugo. Da mesma forma, a importância desse itinerário ainda pode ser vista nos restos dos hospitais de peregrinos que podem ser encontrados ao longo desta rota.

A partir do século XVII, o Caminho de Santiago em geral entrou em declínio com a chegada de eventos como a Reforma Protestante de Lutero e os desentendimentos liberais do século XIX. Esses eventos trouxeram doenças e agitação política que relegaram as peregrinações a segundo plano.

Seu ressurgimento nos séculos XX e XXI deveu-se aos esforços das administrações públicas e das associações do Caminho de Santiago, que melhoraram a sinalização e as infraestruturas.

Alfonso II e a Catedral de Santiago

Alfonso II foi o rei que ordenou a construção de uma capela no local onde apareceram os restos mortais do apóstolo Tiago. Para esse fim, o rei fez uma doação de três milhas de terra localizadas ao redor do túmulo do apóstolo. Estas terras eram conhecidas como o senhorio de Santiago e foram habitadas pelos primeiros monges do lugar.

Alfonso II também solicitou a criação de uma comunidade monástica encarregada de proteger os restos mortais do apóstolo Santiago. Isso deu origem a San Salvador de Antealtares, o primeiro mosteiro em Compostela e o atual convento de San Paio.

Também se atribui a esse rei a criação da lenda de Santiago Matamoros. Naquela época, a Espanha estava ocupada por muçulmanos e a parte cristã da antiga Espanha estava confinada ao norte da península. Alfonso II aproveitou a descoberta dos restos mortais do santo para transformá-lo em um emblema da luta contra o Islã. Com isso, o rei pretendia rearmar ideológica e moralmente o reino asturo-leonês diante do avanço das tropas muçulmanas.

A primeira capela construída pelo rei Alfonso II passou por modificações e se tornou uma igreja em 829 e uma igreja pré-românica em 899, que foi construída por seu filho, Alfonso III, o Grande.

Menos de um século depois, ela foi destruída pelas tropas de Almanzor. Em 1075, durante o reinado de Alfonso VI e com o patrocínio do bispo Diego Peláez, foi iniciada a construção da atual Catedral de Santiago de Compostela.

Dicas se você for fazer Caminho Primitivo

Qual é a melhor época do ano para fazer essa rota?

Recomendamos que você faça o Caminho Primitivo na primavera, verão e outono, pois é quando as condições climáticas são mais favoráveis para fazer essa rota.

As regiões autônomas de Astúrias e Galícia têm um clima oceânico caracterizado por verões amenos e chuvosos e invernos frios e chuvosos. As chuvas são abundantes durante todo o ano, e a temperatura do ar é geralmente moderada, com uma temperatura média anual entre 10 e 15 graus Celsius.

A menos que você seja um montanhista ou caminhante experiente, não recomendamos fazer esta rota no inverno, pois ela passa por áreas de alta montanha onde há condições climáticas extremas: neve, chuvas fortes, vento… Além disso, como é baixa temporada, a disponibilidade de serviços turísticos é menor do que em outras rotas, como o Caminho Francês, e alguns não abrem durante os meses de inverno.

Dicas para façer o Caminho Primitivo

O Caminho Primitivo é uma das melhores rotas para descobrir a beleza cênica que o interior do norte da Espanha tem a oferecer. Embora possa exigir mais preparo físico do que outras peregrinações, esta rota é uma experiência viável para todos se for planejada adequadamente. Além disso, há vários aspectos que devem ser levados em conta antes de embarcar nessa aventura:

  • Treine fisicamente se não estiver acostumado a caminhar longas distâncias. Faça uma caminhada diária de 2 a 3 meses antes de iniciar a peregrinação.
  • Não carregue sua mochila com itens desnecessários, leve apenas o essencial. Isso o ajudará a evitar a fadiga e o estresse.
  • Escolha calçados que você já tenha usado antes. A melhor opção é uma bota de caminhada leve e confortável, de cano baixo ou médio.
  • Beba de 250 a 500 ml de água meia hora antes de começar a caminhar. Além disso, tente comer alimentos ricos em carboidratos e minerais que o ajudarão a repor a energia após um longo dia de exercícios físicos.

Se precisar de informações mais detalhadas, você pode acessá-las aqui. Lembre-se de que cada peregrinação é única e pessoal. Aproveite seu tempo para desfrutar dessa experiência.

¡Buen Camino!

Por que reservar com a Galiwonders?

Do seu jeito. Feito sob medida.

Elaboraremos um itinerário adaptado às suas necessidades, preferências e orçamento e reservaremos todos os serviços para você. Você aproveita a viagem.

Estamos em El Camino

A Galícia é a nossa casa. Percorremos todas as rotas do Caminho e temos contato direto com os prestadores de serviços do Caminho.

Também somos viajantes

Falamos vários idiomas, moramos no exterior e temos anos de experiência na organização de viagens para pessoas de todo o mundo.

Uma experiência inesquecível

Centenas de peregrinos repetem ano após ano a experiência de viajar conosco. Queremos que você seja um deles. Por isso, nos esforçaremos para tornar sua viagem única e inesquecível.

Solicita tu itinerario
Rellena el formulario y recibirás el presupuesto en tu email en 24-48h.
×

Atención comercial | Commercial Attention

×