logo_galiwonders_

Caminho do Norte

Beleza costeira, clima agradável e a magia natural do norte da Espanha em cada esquina.

Cada passo nesta rota é um cartão postal vivo, um encontro com a brisa do mar e a majestuosidade da natureza. O Caminho do Norte  convida a mergulhar numa jornada que encanta os seus sentidos e alimenta a sua alma.

Tours populares para fazer o Caminho do Norte

No data was found

Onde começar Caminho do Norte?

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
820 Km 36 Etapas 37 Noches 5/5 Irún

Irún no Caminho do Norte
Entre ruas de paralelepípedos e arranha-céus que contam séculos de história, a cidade de Irún é um importante centro comercial e logístico.

Gijón, capital da “Costa Verde”, está localizada na costa do Principado de Astúrias. Uma cidade dinâmica que combina patrimônio histórico, indústria, turismo e uma vida cultural dinâmica. A Iglesia Mayor de San Pedro, o bairro de Cimadevilla, a Igreja do Sagrado Coração de Jesus e o Centro Internacional de Arte Contemporânea são alguns dos lugares que você não pode deixar de visitar se estiver no Caminho do Norte e passar por Gijón.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
672 Km 29 Etapas 30 Noches 5/5 Bilbao

Bilbao no Caminho do Norte
Estuário de Bilbao, mercados de La Ribera e San Antón.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
335 Km 15 Etapas 16 Noches 3/5 Gijón

Gijón no Caminho do Norte
Calçadão à beira-mar de Gijón.

Gijón, capital da “Costa Verde”, está localizada na costa do Principado de Astúrias. Uma cidade dinâmica que combina patrimônio histórico, indústria, turismo e uma vida cultural dinâmica. A Iglesia Mayor de San Pedro, o bairro de Cimadevilla, a Igreja do Sagrado Coração de Jesus e o Centro Internacional de Arte Contemporânea são alguns dos lugares que você não pode deixar de visitar se estiver no Caminho do Norte e passar por Gijón.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
183 Km 9 Etapas 10 Noches 3/5 Ribadeo

Ribadeo no Caminho do Norte
Entre o abraço do mar e seu patrimônio histórico, Ribadeo se desdobra em uma síntese visual onde a arquitetura ancestral e a serenidade costeira convergem.

Aninhada na costa norte da Espanha, Ribadeo surge como uma joia entre os tesouros que marcam a rota do Caminho de Santiago de Compostela. Essa cidade, banhada pelas águas do Golfo de Biscaia, não apenas encanta com sua beleza natural, mas também desperta o espírito peregrino com sua conexão histórica e cultural.

Estrategicamente localizada no Principado de Astúrias, Ribadeo serve como um refúgio para a Galícia, um ponto de encontro para os caminhantes que se aventuram pela rota costeira do Caminho do Norte. Suas ruas de paralelepípedos e praças charmosas contam histórias de séculos passados, onde os peregrinos de antigamente encontravam abrigo antes de continuar sua peregrinação a Santiago de Compostela.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
117 Km 6 Etapas 7 Noches 3/5 Vilalba

Entre ruas de paralelepípedos e o legado de séculos, Vilalba revela a essência de uma cidade que combina o charme medieval com a hospitalidade galega.

Vilalba, na província de Lugo, Galícia, é um refúgio acolhedor na rota do Caminho do Norte. Essa cidade medieval, envolta em uma auréola de história e tradição, convida os peregrinos a mergulharem em suas ruas de paralelepípedos e descobrirem os segredos escondidos dentro de suas muralhas.

Aninhada em um pitoresco cenário rural, Vilalba oferece um descanso bem-vindo aos caminhantes que percorreram quilômetros em busca de uma conexão mais profunda. Seu impressionante castelo, testemunha silenciosa de inúmeras peregrinações ao longo dos séculos, é um farol que guia os viajantes para a autenticidade dessa terra galega.

Nível de dificuldade Caminho do Norte

Dificuldade do perfil da rota Caminho do Norte

O Caminho do Norte é uma rota de dificuldade média-alta, caracterizada por terrenos com variações de altitude. Embora possa ser um pouco mais difícil do que outras rotas, o Caminho do Norte oferece paisagens espetaculares, praias, vilas de pescadores pitorescas e uma experiência única que atrai muitos peregrinos.

Observe que o nível de dificuldade desta rota pode variar de acordo com o ponto de partida, a condição física do peregrino e as condições climatéricas no momento da viagem.

Distância

O Caminho do Norte completo desde Irún tem aproximadamente 820 km de extensão. Embora você também possa fazer menos quilômetros se decidir começar noutro ponto de partida mais próximo de Santiago de Compostela, como Gijón ou Vilalba. A distância percorrida a cada dia pode afetar a sensação de dificuldade, por isso é importante planejar etapas que sejam adequadas ao seu nível de forma física.

Terreno

A rota atravessa diferentes tipos de terreno, como trilhos de terra, estradas alcatroadas ou terrenos montanhosos. Embora isso possa parecer desafiador, é possível fazer o Caminho do Norte em todos os tipos de condições físicas, se planejado adequadamente.

Desnível

Esta rota combina seções de dificuldade baixa, média e alta. As etapas mais prróximas à Galiza são as que têm as encostas mais acentuadas. Subindo de 200 m para quase 600 m de altitude em 20 km. A seção entre Baamonde e Sobrado dos Monxes é a mais difícil.

Peregrinos del Camino de Santiago del NortePeregrinos no Caminho do Norte em Monte do Gozo.

O que ver e fazer em Caminho do Norte?

Esta rota percorre as regiões autônomas do País Basco, La Rioja, Cantábria, as Astúrias e a Galiza até chegar a Santiago de Compostela, na província de A Coruña. Se você seguir esta rota, poderá ver a costa da Cantábria e visitar algumas das vilas e cidades mais importantes da Espanha, como San Sebastián, Santander, Arzúa e O Pedrouzo.

San Sebastián

San Sebastián, também conhecida como Donostia em basco, é uma cidade costeira localizada na província de Gipuzkoa, no País Basco, norte da Espanha. Suas atrações turísticas incluem a impressionante praia Contxa, o bairro antigo, a Catedral Buen Pastor e o calçadão ao redor da foz do rio Urumea.

O surgimento do Caminho de Santiago, sua paisagem e seu desenvolvimento arquitetônico moderno, que começou na segunda metade do século XIX, a moldariam como uma cidade com um estilo francês gentrificado, estimulando o desenvolvimento da atividade turística em escala europeia. Este fato levou-a a ser escolhida como Capital Europeia da Cultura em 2016.

Santander

Santander é a capital da comunidade autônoma da Cantábria e suas origens remontam a 26 a.C. Atualmente, a cidade é um dos principais centros de lazer da costa cantábrica e está passando por um período de mudança e evolução graças a projetos como o Centro Botín e o Anel Cultural. Alguns dos monumentos que você pode visitar nesta cidade são a Catedral de Santander, o farol de Cabo Mayor e os Jardins de Pereda.

Esta cidade está ligada à Rota dos Peregrinos para Santiago de Compostela desde a Idade Média. Peregrinos do norte da Europa vinham à cidade por terra e por mar para descansar e continuar sua jornada para Santiago. Um bom exemplo disso é o hospital de Sancti Spiritus ou o hospital de Santa María de la Calzada.

Arzúa

Arzúa é um pequena vila rural localizada na província de A Coruña, na Galícia, Espanha. Com o aumento das peregrinações na Idade Média, foram construídos hospitais para peregrinos nesta vila, como o hospital de Ribadiso da Ponte ou o convento de Magdalena, que prestava assistência aos peregrinos. Desde o século XX, esta vila deve seu desenvolvimento econômico à expansão da indústria de laticínios e à produção de queijos e derivados. É também um dos pontos mais conhecidos do Caminho do Norte, devido à sua proximidade com Santiago de Compostela.

Seus monumentos incluem a capela de Magdalena, a igreja de Santiago de Arzúa e o Centro de Divulgação do Queixo e do Mel.

O Pedrouzo

Também conhecido como “A Rúa do Peregrino”, é um pequeno vilarejo na província de A Coruña. Está localizada na última etapa do Caminho Francês. Sua história está intimamente relacionada ao caminho do Caminho de Santiago e ao fluxo de peregrinos ao longo dos séculos.

Com o tempo, a chegada de peregrinos em grande número também contribuiu para o desenvolvimento da área. Hotéis, albergues, restaurantes e outros serviços para os peregrinos foram estabelecidos para atender à crescente demanda.

Hoje, o município continua sendo um ponto vital na experiência do Caminho de Santiago, onde os peregrinos podem descansar e se conectar com outros viajantes na iminente chegada a Santiago de Compostela.

Outras cidades importantes pelas quais o Caminho do Norte passa são: Zarautz, Gernika, Lezama, Portugalete, Castro Urdiales, Gueme, Santillana del Mar, Ribadesella, Villaviciosa, Avilés, Navia, Vilalba, Baamonde e Sobrado dos Monxes.

Lugares e monumentos que você não pode perder no Caminho Primitivo

Museu Guggenheim de Bilbao

O Museu Guggenheim de Bilbao é um marco arquitetônico e cultural. Desde sua inauguração, ele se tornou um símbolo da transformação urbana e cultural de Bilbao. Na década de 1990, Frank Gehry, um arquiteto canadense, foi selecionado para projetar o museu e, em 1997, o edifício abriu suas portas ao público. Seu desenho arrojado e de vanguarda, caracterizado por formas curvilíneas e revestimento de titânio, tornou-o um ícone arquitetônico mundial.

Complexo histórico de Castro Urdiales

A história de Castro Urdiales remonta à época romana, quando era conhecida como Flaviobriga, um importante assentamento e porto comercial. Durante a Idade Média, a cidade se desenvolveu em torno do castelo, construído no século XIII para defender a costa de ataques de piratas e inimigos. Hoje, esse pequeno município é um destino turístico popular tanto para aqueles que querem mergulhar na história quanto para os que desejam apreciar a beleza da costa cantábrica.

Complexo histórico de Castro Urdiales
Farol-Castelo e Ponte Medieval de Castro Urdiales

Palacio Magdalena em Santander

O Palacio de la Magdalena foi construído em 1912 como a residência real de verão da família real espanhola. Também foi usado como hospital durante a Guerra Civil Espanhola e como residência de verão do ditador Francisco Franco. Seu desenho tem estilo eclético, combinando elementos arquitetônicos ingleses e franceses. Localizado na cidade de Santander, atualmente é usado para eventos oficiais, exposições e atividades culturais.

Catedral de Mondoñedo

A Catedral de Mondoñedo está localizada no município de Mondoñedo, na província de Lugo. Foi construída entre os séculos XIII e XIV em várias fases, por isso apresenta uma mistura de estilos arquitetônicos, incluindo elementos góticos, românicos e barrocos. Já no século XIX, a catedral sofreu um incêndio que afetou seriamente sua estrutura, mas foi restaurada ao seu estilo gótico original nas décadas seguintes.

Mosteiro de Santa Maria em Sobrado dos Monxes

Mosteiro de Santa María de Sobrado dos Monxes
Monasterio de Santa María de Sobrado dos Monxes, situado en Sobrado (La Coruña).

Este mosteiro localizado na província de A Coruña funciona atualmente como um albergue para peregrinos e é uma parada importante para os peregrinos que percorrem o Caminho do Norte. Foi fundado em 952 como um mosteiro beneditino, tornando-se um importante centro religioso e cultural da região durante a Idade Média devido à sua biblioteca e patrimônio artístico.

No final do século XIX, o mosteiro foi adquirido pela Ordem Cisterciense, que o restaurou e retomou a vida monástica.

Outros monumentos que você pode visitar ao longo do Caminho do Norte são: a ermida de Guadalupe, o Pórtico de San Nicolás de Bari, a escultura do Santuário de Itziar, a árvore de Gernika, a Ponte Pênsil de Portugalete e o Palácio Selgás de Pito.

Lugares alternativos para descobrir no Caminho do Norte

Se você é uma daquelas pessoas que gostam de descobrir lugares encantadores e tem tempo para fazer isso enquanto caminha pelo Caminho do Norte, aqui estão alguns lugares interessantes que você pode visitar no Caminho do Norte.

Parque Natural de Cabárceno

O Parque da Natureza de Cabárceno é um parque zoológico com animais em semiliberdade localizado na região da Cantábria. Suas atividades mais destacadas incluem a educação ambiental e a pesquisa para a conservação de espécies ameaçadas de extinção. Recomendamos que você o visite em sua passagem por Arce, pois esse parque fica a apenas 16 minutos de carro do município.

Caverna de Altamira

A caverna de Altamira, também conhecida como a Capela Sistina da pré-história, também fica na Cantábria. É uma cavidade natural na rocha onde está preservado um dos mais importantes ciclos pictóricos e artísticos da pré-história. Essa caverna foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985.

Você pode chegar a essa caverna a partir de Santillana del Mar a pé por 30 minutos ou 7 minutos de carro. Se estiver interessado em visitar a caverna, observe que ela tem um regime de visitas controlado que emprega um sistema de acesso com hora marcada por meio de uma lista de espera.

Santa María del Naranco

Santa María del Naranco é um antigo palácio de prazeres localizado na região das Astúrias, especificamente na cidade de Oviedo. Esta joia arquitetônica data do ano 842 e tem um estilo pré-românico, especificamente aquele conhecido como arte asturiana ou “Ramirense”. Foi declarada Monumento Nacional em 1885 e Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1985. A cidade mais próxima desta igreja é Gijón, que fica a 30 minutos de carro.

Área recreativa de Mondoñedo Fervenza

Esta área está localizada na cidade de Mondoñedo, na província de Lugo. Está localizada às margens do rio Tronceda e tem duas piscinas naturais formadas pelo curso de um canal do rio. Também se destacam nesta área a série de cascatas próximas às piscinas e a rota de caminhada que as rodeia.

Você pode visitá-lo em sua passagem por Mondoñedo, pois fica a menos de 10 minutos de carro do centro da cidade.

História do Caminho do Norte

O Caminho do Norte é uma das rotas jacobinas mais antigas e históricas do Caminho de Santiago, juntamente com o Caminho Francês e o Caminho Primitivo. Sua origem remonta à descoberta dos restos mortais do apóstolo Santiago no século IX, como acontece com as outras rotas do Caminho. Quando o rei Alfonso II de Astúrias percorreu os 320 quilômetros que separavam sua corte de Santiago de Compostela para verificar por si mesmo a descoberta dos restos mortais do apóstolo. Esta rota é o que conhecemos hoje como o Caminho Primitivo e foi a primeira rota conhecida do Caminho de Santiago. Os súditos de toda a Europa começaram a imitar o monarca, dando origem ao surgimento de todas as rotas do Caminho de Santiago que conhecemos hoje.

Esta rota alcançou seu auge durante a Idade Média. Diante do avanço dos exércitos mouros em direção ao norte, o Caminho do Norte surgiu como uma rota mais segura do que o Caminho Francês e mais transitável do que o Caminho Primitivo. Além disso, a comunidade de peregrinos reconheceu que seguir pela costa até Oviedo era mais fácil do que atravessar as montanhas da Cantábria – por isso, essa rota também é conhecida como “Rota Costeira”. Era tão popular na época que a rota era usada por peregrinos e por grande parte da nobreza e da realeza da Europa para chegar a Santiago. A partir de Irún ou de um dos portos marítimos da Cantábria.

Uma das figuras de destaque que percorreu esta rota no século XIII foi São Francisco de Assis, que partiu para San Salvador de Oviedo e Compostela, deixando seu legado com a construção de vários templos franciscanos.

Com o avanço da Reconquista e o retorno da península às mãos dos cristãos, as rotas tradicionais se tornaram menos hostis e a rota jacobina do norte perdeu gradualmente toda a sua importância. Além disso, seu declínio foi agravado pelo compromisso definitivo da monarquia com a rota francesa no século XII.

A partir do século XVII, o Caminho de Santiago, em geral, entrou em declínio com a chegada de eventos como a Reforma Protestante de Lutero, que provocou uma crise de fé na Europa, ou os desentendimentos liberais do século XIX, que trouxeram fome, pragas e agitação política.

As últimas décadas do século XX foram fundamentais para o renascimento e o fortalecimento do Caminho do Norte. Essa rota recuperou toda a sua vitalidade – graças, em parte, ao trabalho de entidades públicas – posicionando-se como uma das alternativas preferidas dos peregrinos devido à sua beleza e localização entre o mar e as montanhas.

Dicas se você for fazer Caminho do Norte

Qual é a melhor época do ano para fazer esta rota?

A melhor época para fazer o Caminho do Norte depende das preferências pessoais de cada peregrino e de suas condições de viagem. Cada estação tem suas próprias vantagens e desvantagens.

Embora seja uma rota não tão concorrida quanto o Caminho Francês ou Português, nossa recomendação é fazer o Caminho do Norte na primavera e no outono, pois as condições climátericas são mais favoráveis à caminhada. Além disso, encontrar alojamento não será um problema. Lembre-se de que, durante os meses de verão, muitas pessoas decidem passar as férias nas regiões de costa, o que pode levar à falta de disponibilidade de alojamento.

As regiões do País Basco, Cantábria, Astúrias e Galiza são influenciadas pelo clima oceânico. As temperaturas são amenas nas áreas costeiras e mais extremas no interior. Tanto nos meses de verão quanto nos de inverno. Em alguns dias, durante os meses de janeiro e fevereiro, as temperaturas podem chegar a 0ºC. Por outro lado, as chuvas são leves e intermitentes no outono e na primavera e intensas no inverno.

Dicas para o Caminho do Norte

O Camino del Norte é uma das melhores rotas para descobrir a riqueza cultural, paisagística e gastronômica do norte da Espanha. Embora esta rota seja uma experiência viável para todos se for planejada adequadamente, há vários aspectos que devem ser levados em conta antes de embarcar nesta aventura:

  1. Treine fisicamente se não estiver habituado a caminhar longas distâncias. Caminhe diariamente 2 a 3 meses antes de iniciar sua peregrinação).
  2. Leve apenas o essencial na sua mochila. Evite carregar itens desnecessários para evitar cansaço e estresse.
  3. Escolha um bom calçado que você já tenha usado antes. A melhor opção é uma bota de caminhada leve e confortável, de cano baixo ou médio.
  4. Beba entre 250 ml e 500 ml de água meia hora antes de começar a caminhar. Além disso, tente comer alimentos ricos em carboidratos e minerais, pois eles o ajudarão a repor a energia após a caminhada.

Lembre-se de que cada peregrinação é única e pessoal, portanto, reserve um tempo para refletir e encontrar seu próprio significado nessa experiência. Se precisar de informações mais detalhadas, você pode solicita-las aqui.

¡Buen Camino!

Parece que não conseguimos encontrar o que você está procurando.

Por que reservar com a Galiwonders?

Do seu jeito. Feito sob medida.

Elaboraremos um itinerário adaptado às suas necessidades, preferências e orçamento e reservaremos todos os serviços para você. Você aproveita a viagem.

Estamos em El Camino

A Galícia é a nossa casa. Percorremos todas as rotas do Caminho e temos contato direto com os prestadores de serviços do Caminho.

Também somos viajantes

Falamos vários idiomas, moramos no exterior e temos anos de experiência na organização de viagens para pessoas de todo o mundo.

Uma experiência inesquecível

Centenas de peregrinos repetem ano após ano a experiência de viajar conosco. Queremos que você seja um deles. Por isso, nos esforçaremos para tornar sua viagem única e inesquecível.

Solicita tu itinerario
Rellena el formulario y recibirás el presupuesto en tu email en 24-48h.
×

Atención comercial | Commercial Attention

×