Caminho Francês

Uma rota que o levará a descobrir a verdadeira essência do Caminho de Santiago de Compostela.

O Caminho Francês de Santiago é a rota mais social e conhecida do Caminho de Santiago de Compostela. É o caminho escolhido por mais de 60% dos peregrinos e o protagonista de muitos livros e filmes, como ” The Way”.

Principais rotas do Caminho Francês de Santiago

Camino Portugués tradicional
740 Km
St. Jean P.P.
34 Etapas
35 Noites
a partir de 2695 €
Veja o Tour
Grupos guiados en el Camino Francés
106 Km
Sarria
5 Etapas
6 Noites
a partir de 462 €
Veja o Tour

Onde começar Caminho Francês?

Esta rota começa na cidade francesa de Saint Jean Pied de Port, localizada nos Pirineus, e atravessa a Península Ibérica de leste a oeste no seu caminho para Santiago de Compostela. Ela cobre um total de cerca de 800 quilômetros, passando pelas regiões autônomas de Aragão, Navarra, La Rioja e Castela e Leão, até chegar à Galiza.

Embora muitos peregrinos tomem essa cidade francesa como ponto de partida, outros começam o Caminho a partir de pontos intermédios, como Burgos, León ou Sarria. Outros peregrinos decidem completar todo o Caminho Francês em vários anos, uma opção ideal para aqueles que não têm tempo suficiente para fazer a viagem de uma só vez.

Saint-Jean-Pied-de-Port

Saint Jean Pied de Port

Esta pequena vila medieval fortificada é um dos pontos de partida mais populares do Caminho Francês. Está localizado no sul da França, próximo à fronteira dos Pirineus com Navarra. As suas ruas estreitas, de pedra e arquitetura emblemática fizeram com que esta cidadela fosse declarada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Durante séculos, muitos peregrinos escolheram começar sua peregrinação aqui, adicionando um sentido de continuidade histórica e tradição a este lugar. Além de sua importância jacobina, Ostabat fica a apenas alguns quilômetros de distância, o ponto em que convergem três das principais rotas que atravessam o território francês, as de Le Puy, Limoges e Tours…

Roncesvalles

É uma cidade localizada no norte da Espanha, nos Pirineus Navarreses, perto da fronteira com a França. Cenário de batalhas épicas e um excelente exemplo da arquitetura gótica francesa, atualmente é um dos principais pontos de partida para os peregrinos.

Durante a Idade Média, Roncesvalles tornou-se um importante enclave no Caminho Francês de Santiago de Compostela. Um hospital foi estabelecido para prestar assistência e alojamento aos caminhantes ao longo do Caminho de Santiago de Cosmpotela; e a igreja de Santiago, também conhecida como a “Igreja dos Peregrinos”, que abriga uma escultura do apóstolo Santiago no seu interior.

Pamplona

É a capital da Comunidade Autônoma de Navarra, localizada no noroeste da Espanha.

Localizada no coração do Caminho de Santiago de Compostela, Pamplona é a primeira cidade partindo de Roncesvalles. Nesta cidade, você pode visitar Ultreia, um Centro de Acolhimento e Interpretação do Caminho de Santiago que apresenta a história da cidade e sua relação com o Caminho de Santiago por meio de recursos interativos e audiovisuais.

Além disso, a título de curiosidade, Pamplona foi escolhida pelo escritor Ernest Hemingway como local de residência durante a Guerra Civil Espanhola, em busca de inspiração para várias de suas reportagens e romances, nos quais escreveu sobre as festas de San Fermín.

Logroño

É a capital de La Rioja e uma das paradas mais importantes do Caminho Francês de Santiago. Foi fundada na época dos romanos e testemunhou importantes eventos históricos e militares ao longo dos séculos, como a Conquista dos Visigodos e a Guerra da Independência.

Na Idade Média, tornou-se um ponto importante para a produção e o comércio de vinho, que continua a ser uma parte essencial de sua economia até hoje. Além disso, esta cidade tem uma curiosidade, que é o fato de ter sido escolhida, em várias ocasiões, como uma das cidades onde seus habitantes vivem mais felizes.

Burgos

A cidade de Burgos é uma cidade da região autônoma de Castela e León, cujas origens remontam à Idade Média. Aqui você pode visitar vários edifícios históricos e castelos, bem como sua Catedral, declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e um símbolo da arquitetura gótica espanhola.

É uma das cidades mais importantes do Caminho Francês de Compostela. A importância da cidade de Burgos nos primeiros séculos de peregrinação era tão grande que se estima que ela tenha tido até 32 albergues para peregrinos, tornando-a a cidade mais hospitaleira da Europa.

Todas as suas instituições e edifícios religiosos, incluindo a Catedral, giravam em torno dos peregrinos. Se você gosta de história, vai encontrá-la em toda parte em Burgos. A cidade evoca uma série de figuras históricas por meio de seus monumentos e lugares, onde se destaca a figura de Rodrigo Díaz de Vivar, El Cid Campeador, nascido nas proximidades e cujos restos mortais repousam na Catedral da capital.

León

É a capital da província localizada no noroeste da Península Ibérica e um dos pontos de partida mais populares entre os peregrinos quando iniciam sua jornada no Caminho de Santiago de Compostela. Chegar ou começar nesta cidade significa ter completado quase metade da rota, pois ela está localizada na metade da caminhada entre Saint Jean Pied de Port e Santiago de Compostela.

Possui um valioso patrimônio histórico-artístico e é o lar de inúmeras histórias e lendas. Destaca-se o Real Convento de San Marcos, atualmente um Parador de Turismo, que foi um antigo hospital de peregrinos e uma prisão onde o escritor Francisco de Quevedo ficou por quase quatro anos.

Astorga

É um município da região de Maragatería, um dos lugares mais emblemáticos da província de León pela sua história, patrimônio artístico e gastronomia. É uma cidade no Caminho Francês de Santiago, onde o Caminho Francês converge com a Via da Prata para continuar pelo mesmo percurso até Santiago de Compostela.

É considerada a cidade da arte, sendo declarada Sítio Histórico-Artístico, onde se destacam a Catedral de Santa María, que engloba vários estilos arquitetônicos, do gótico ao barroco, e o Palácio Episcopal de Astorga, obra do arquiteto catalão Gaudí, entre outros.

Ponferrada

É um município e uma cidade na província de León, capital da região de El Bierzo. Cercada por montanhas e localizada no coração do Caminho de Santiago, também é conhecida como “A cidade dos Templários” por causa de seu castelo, uma das fortalezas mais espetaculares da Espanha, declarado Monumento Nacional. Diz-se que um dos motivos pelos quais o castelo foi modificado em várias ocasiões foi para proporcionar maior segurança ao caminho e aos peregrinos que passavam pela cidade.

Sarria

Localizado em Lugo, na Galícia, é um dos pontos mais populares do Caminho Francês de Santiago. Milhares de peregrinos decidem começar sua peregrinação aqui todos os anos para fazer a popular rota Sarria-Santiago de Compostela. Esta cidade galega fica cerca de 100 km de Santiago de Compostela, a distância mínima necessária para obter a Compostela.

Em Sarria, você pode visitar dólmens e petróglifos ao redor da cidade, que mostram a presença humana na área desde os tempos pré-históricos.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
773 Km 36 Etapas 37 Noches 5/5 Saint Jean de Pied de Port

Saint Jean Pied de Port

Aninhado nos Pirineus franceses esta charmosa vila é o principal ponto de partida do Caminho Francês.

Esse pequena vila medieval fortificada é um dos pontos de partida mais populares do Caminho Francês. Ela está localizada no sul da França, perto da fronteira dos Pirineus com Navarra. As suas ruas estreitas e de paralelepípedos e a arquitetura emblemática fizeram com que essa cidadela fosse declarada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Durante séculos, muitos peregrinos escolheram começar sua peregrinação aqui, acrescentando um senso de continuidade histórica e tradição a esse lugar. Além de sua importância jacobina, junta-se o facto de que a poucos quilômetros de distância está Ostabat, o ponto de convergência de três das principais rotas que atravessam o território francês, as de Le Puy, Limoges e Tours.

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
750 Km 32 Etapas 33 Noches 5/5 Roncesvalles

Roncesvalles en el Camino Francés

Um enclave histórico no Caminho de Santiago de Compostela, Roncesvalles é um dos principais pontos de partida para os peregrinos.

É uma cidade localizada no norte da Espanha, nos Pirineus Navarreses, perto da fronteira com a França. Cenário de batalhas épicas e um excelente exemplo da arquitetura gótica francesa, ela agora se estabeleceu como um dos principais pontos de partida para os peregrinos.

Durante a Idade Média, Roncesvalles tornou-se um importante enclave no Caminho Francês de Santiago de Compostela. Um hospital foi estabelecido para fornecer assistência e alojamento para os caminhantes ao longo do Caminho; e a igreja de Santiago, também conhecida como a “Igreja dos Peregrinos”, que abriga uma escultura do apóstolo Santiago em seu interior.

 

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
685 Km 30 Etapas 31 Noches 5/5 Pamplona

Pamplona en el Camino Francés

Pamplona é uma cidade de história, cultura e tradição. Seu bairro antigo preserva um importante conjunto monumental de igrejas e muralhas medievais.

É a capital da Comunidade Autônoma de Navarra, no noroeste da Espanha.

Localizada no coração do Caminho de Compostela, Pamplona é a primeira cidade desde Roncesvalles. Nessa cidade, você pode visitar a Ultreia, um Centro de Acolhimento e Interpretação do Caminho de Santiago, que apresenta a história da cidade e sua relação com o Caminho de Santiago por meio de recursos interativos e audiovisuais.

Além disso, como curiosidade, Pamplona foi escolhida pelo escritor Ernest Hemingway como lugar de residência durante a Guerra Civil Espanhola, em busca de inspiração para várias de suas reportagens e romances, nos quais ele escreveu sobre suas festas de San Fermín.

 

 

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
500 Km 22 Etapas 23 Noches 5/5 Burgos

Catedral de Burgos Camino Francés

Localizada no coração da cidade de Burgos está a Catedral, declarada Patrimônio da Humanidade por ser um marco arquitetônico e um santuário de arte e espiritualidade.

A cidade de Burgos é uma cidade da região autônoma de Castela e Leão, cujas origens remontam à Idade Média. Lá, é possível visitar vários edifícios históricos e castelos, bem como sua Catedral, declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e um símbolo da arquitetura gótica espanhola.

É uma das cidades mais importantes do Caminho Francês. A importância da cidade de Burgos nos primeiros séculos de peregrinação era tão grande que se estima que ela tenha tido até 32 albergues para peregrinos, tornando-a a cidade mais hospitaleira da Europa.

Todas as suas instituições e edifícios religiosos, incluindo a Catedral, giravam em torno dos peregrinos. Se você gosta de história, vai encontrá-la em toda parte em Burgos. A cidade evoca uma série de figuras históricas por meio de seus monumentos e recantos, onde se destaca a figura de Rodrigo Díaz de Vivar, El Cid Campeador, nascido nas proximidades e cujos restos mortais repousam na Catedral da capital.

 

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
306 Km 16 Etapas 17 Noches 5/5 León

Catedral de León Camino Francés

A Catedral de León, declarada Patrimônio da Humanidade, é uma das catedrais góticas mais emblemáticas da Espanha e o monumento mais visitado da cidade.

É a capital da província localizada no noroeste da Península Ibérica e um dos pontos de partida mais populares para os peregrinos quando iniciam sua viagem pelo Caminho de Santiago de Compostela. Chegar ou começar nessa cidade significa ter concluído quase metade da rota, pois ela está localizada na metade do caminho entre Saint Jean Pied de Port e Santiago de Compostela.

Ela possui um valioso patrimônio histórico e artístico e é o lar de inúmeras histórias e lendas. Destaca-se o Convento Real de San Marcos, atualmente um Parador de Turismo, que foi um antigo hospital de peregrinos e uma prisão onde o escritor Francisco de Quevedo ficou por quase quatro anos.

 

DISTANCIA: ETAPAS: DURACIÓN: DIFICULTAD: INICIO:
200 Km 10 Etapas 11 Noches 4/5 Ponferrada

Ponferrada Camino Francés

Capital da região de El Bierzo, Ponferrada cativa com seu charme medieval e rico patrimônio.

É um município e uma cidade na província de León, capital da região de El Bierzo. Cercada por montanhas e localizada no coração do Caminho de Santiago, também é conhecida como “A cidade dos Templários” por causa de seu castelo, uma das fortalezas mais espetaculares da Espanha, declarado Monumento Nacional. Diz-se que um dos motivos pelos quais o castelo foi modificado em várias ocasiões foi para proporcionar maior segurança à rota e aos peregrinos que passavam pela cidade.

 

Sarria Camino Francés
Fundada por Alfonso IX, cuenta con exquisito legado arquitectónico medieval y es un punto de partida estratégico para los peregrinos que emprenden el Camino.

 

Situado en Lugo, Galicia, es uno de los puntos más populares del Camino de Santiago Francés. Aquí miles de peregrinos deciden iniciar cada año la peregrinación para realizar la popular ruta Sarria-Santiago de Compostela. Esta localidad gallega se encuentra a unos 100 km de Santiago de Compostela, la distancia mínima necesaria para obtener la Compostela.

En Sarria se pueden visitar dólmenes y petroglifos alrededor del pueblo que muestran la presencia humana en la zona desde tiempos prehistóricos.

En Sarria se pueden visitar dólmenes y petroglifos alrededor del pueblo que muestran la presencia humana en la zona desde tiempos prehistóricos.

Nível de dificuldade Caminho Francês

Dificuldade do perfil da rota Caminho Francês

Distância

Fazer todo o Caminho Francês é uma das rotas mais difíceis, especialmente devido às exigências físicas de caminhar 800 km por aproximadamente 35 a 40 dias.

Terreno

A maior parte do percurso ocorre no terreno reto e plano.

A rota pela planicie oferece uma experiência única aos peregrinos, pois eles podem desfrutar de amplos horizontes e paisagens abertas que se estendem por quilômetros. A geografia facilita a caminhada por caminhos bem definidos e, em sua maior parte, planos, o que permite um progresso mais confortável e fluido.

Embora o embiente possa ser quente no verão e frio no inverno, o clima é geralmente estável e propício para caminhadas.

Entretanto, à medida que a rota se aproxima às últimas paragens até chegar à Galiza, a topografia muda, tornando-se mais ondulada e montanhosa, o que acrescenta um desafio extra à rota. As estradas são canalizadas através de florestas verdejantes, rios e riachos que cruzam pequenas pontes de pedra e charmosas aldeias galegas de pedra e azulejos.

Peregrinos Camino Francés

Desnível

O Caminho Francês de Santiago é variado, incluindo colinas, vales e montanhas. Ele tem uma diferença de altura total de 3.000 metros, o que significa que algumas etapas têm declives íngremes, especialmente em áreas montanhosas como os Pirineus e a Galiza. No entanto, o esforço valerá a pena, pois as vistas do cume (nessas altitudes) são espetaculares.

Clima

O clima ao longo do Caminho Francês de Santiago de Compostela varia de acordo com a estação do ano e a região por onde você caminha. Aqui está um resumo das condições climatéricas e algumas dicas para os peregrinos:

 

  1. Primavera (março a maio): o clima da primavera pode ser variável. As temperaturas tendem a ser amenas, com dias agradáveis e noites frescas. No entanto, também pode haver chuvas ocasionais. Os campos estão verdes e as paisagens estão floridas, o que faz com que seja uma época popular para caminhar pelo Caminho de Santiago de Compostela.

    Conselhos:

      • Use roupas apropriadas em diferentes camadas, incluindo um casaco fino impermeável.
      • Leve roupas quentes para as noites frias.
      • Certifique-se de ter calçado confortável e à prova de água.

 

  1. Verão (junho a agosto): O verão pode ser quente, especialmente na planicie. As temperaturas diurnas podem atingir níveis altos, especialmente nas regiões do sul. Mas, na Galiza, o clima tende a ser mais agradável devido à sua proximidade com o oceano.

    Conselhos:

      • Comece a caminhar cedo para evitar o calor intenso do meio-dia.
      • Use proteção solar, um chapéu e beba bastante água para se manter hidratado.
      • Reserve alojamento com antecedência, pois esta é a época mais movimentada do ano.
  2. Outono (setembro a novembro): O outono é outra estação popular para o Caminho de Santiago de Compostela. As temperaturas são agradáveis, e as paisagens ficam douradas e bonitas. As chuvas também podem ser frequentes, especialmente na Galiza.

    Conselhos:

      • Leve roupas quentes e uma boa capa de chuva.
      • Use calçados adequados para andar em superfícies molhadas e deslizantes.
      • Aproveite as cores do outono, mas esteja preparado para as mudanças nas condições climáticas.
  3. Inverno (dezembro a fevereiro): o inverno pode ser frio, especialmente no plano, onde as temperaturas podem cair abaixo de zero. Na Galiza, é mais úmido e mais suave.

    Conselhos:

      • Leve roupas quentes e uma boa capa de chuva.
      • Use calçados adequados para andar em superfícies molhadas e deslizantes.
      • Aproveite as cores do outono, mas esteja preparado para as mudanças nas condições climáticas.

Independentemente da estação do ano que você escolher para percorrer o Caminho Francês de Santiago, é essencial estar preparado para as diversas condições climatéricas. Verificar a previsão do tempo antes de sair e levar o equipamento certo o ajudará a aproveitar essa inesquecível experiência de peregrinação.

O que ver e fazer em Caminho Francês?

Lugares e monumentos que você não pode perder no Caminho Francês

Seguindo as icônicas setas amarelas do Caminho Francês de Santiago, você descobrirá monumentos, arquitetura e locais naturais que fazem parte do patrimônio histórico da Espanha e da Galícia: igrejas ou mosteiros; símbolos religiosos, como cruzes; ou sítios arqueológicos, como necrópoles, pontes medievais…

Recomendamos os seguintes pontos ao longo do caminho que você não deve deixar de visitar.

Virgem de Biakorri

A cerca de 12 km de Saint Jean Pied de Port e cerca de 14 km antes de chegar a Roncesvalles, no topo de um cume rochoso, está a Virgem de Biakorri com o Menino Jesus em seus braços. Protetora dos pastores e peregrinos, ela é adornada com flores, colares e conchas pelos habitantes locais e caminhantes, como resultado de sua fé e devoção. Portanto, se você passar por aqui, não se esqueça de deixar uma lembrança de sua passagem pelo Caminho!

Santo Domingo de la Calzada (La Rioja)

Este município é um dos pontos mais importantes do Caminho de Santiago em La Rioja. Está localizado às margens do rio Oja e nele foi construído um albergue para os peregrinos que buscavam descanso na cidade. Foi aqui que nasceu a curiosa lenda do galo e da galinha, uma das histórias mais conhecidas e populares da região. Essa fábula conta como um peregrino foi salvo da forca após o renascimento de um galo e uma galinha assados que estavam prontos para serem comidos.

Catedral de León

Interior de la Catedral de León

Ao passar por León, você se deparará com uma das joias monumentais do Caminho Francês de Santiago, sua Catedral. Esta basílica gótica data do século XIII e é um dos pontos mais importantes de relevância e interesse histórico da cidade. Um dos tesouros dessa catedral são seus vitrais, uma das coleções de arte gótica mais notáveis da Europa, que criam uma atmosfera mística e luminosa em seu interior. Uma visita inesquecível para os peregrinos.

Cruz de Ferro

Também conhecida como La Cruz de Hierro, Cruz do Ferro ou Cruz de Fierro, está localizada entre os municípios de Foncebadón e Manjarín, na província de León. É um monte de pedras depositadas pelos peregrinos que passam por este lugar durante sua peregrinação, e é coroado por um grande mastro de madeira.

Ele está localizado no enclave mais alto que os peregrinos atravessam no Caminho de Santiago e marca o início do trecho final do Caminho, por isso é considerado um marco importante no Caminho do Peregrino.

Castelo dos Templários

Castillo templarios ponferrada

Chegando ao final da rota, chegamos ao município de Ponferrada. Situado em uma colina, encontramos o Castelo dos Templários, um edifício de estilo românico datado de 1187 e uma das maravilhas da Idade Média, declarado Bem de Interesse Cultural e Monumento Nacional.

Este lugar histórico tem uma relação especial com os peregrinos. Durante a Idade Média, os Cavaleiros Templários eram conhecidos por seu trabalho de proteção e hospedagem dos viajantes em seu caminho para a Caminhada de Santiago de Compostela.

Florestas frondosas de Galícia

Esta rota atravessa uma grande variedade de paisagens, como áreas rurais, montanhas, prados e florestas mistas. Cada seção tem características únicas, de modo que os peregrinos podem desfrutar destas paisagens naturais enquanto fazem seu caminho. Em seus últimos quilômetros, o Caminho de Santiago passa por exuberantes florestas nativas de carvalhos, castanheiros, pinheiros e eucaliptos. Este bosque tem uma atmosfera especial, com um aroma característico e uma aparência diferente do resto da vegetação nativa, proporcionando sombra e proteção contra o vento e uma experiência visual e sensorial única.

Outros locais de interesse que você pode visitar se seguir o Caminho Francês são: A Igreja Colegiada Real de Roncesvalles, a Ponte Romana de Puente La Reina, a Catedral de Burgos, o Mosteiro de San Juan de la Peña em Aragão e a Igreja de San Martín de Frómista em Palência.

Lugares alternativos para descobrir no Caminho Francês

Las Médulas (León)

Las médulas al paso por León

Las Médulas é um ambiente paisagístico formado por um antigo local romano de mineração de ouro a céu aberto localizado nas proximidades da região de El Bierzo. Esta área foi declarada um Bem de Interesse Cultural em 1996 por seu interesse arqueológico; foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO e Monumento Natural em 2002.

Embora não esteja diretamente na rota do Caminho Francês, muitos peregrinos optam por visitar este impressionante lugar devido à sua importância histórica e beleza natural.

Atapuerca (Burgos)

Se você é um amante da história e da arqueologia, deve fazer uma parada em Atapuerca em sua passagem por Burgos. Este sítio arqueológico, o berço dos seres humanos mais antigos da Europa, está localizado na cordilheira de Atapuerca e foi declarado Patrimônio Mundial em 2000.

Embora não seja um lugar comum para os peregrinos visitarem nesta rota, muitos deles optam por fazer um desvio para visitar este importante sítio arqueológico e paleontológico.

Se quiser visitar Atapuerca, lembre-se de que o lugar fica cerca de 15 quilômetros a leste de Burgos, portanto, será necessário mais tempo. Para chegar lá, considere pegar um transporte público ou privado de Burgos, como ônibus ou táxi.

História do Caminho Francês

As origens do Caminho Francês de Santiago de Compostela remontam ao ano 812 do século IX, quando o pastor Pelayo viu uma chuva de estrelas em uma colina durante vários dias. Alguns dias depois, Pelayo teve um sonho no qual o apóstolo Santiago apareceu para revelar a ele que aquelas estrelas indicavam o lugar onde estava sua tumba.

Assim, Pelayo removeu a terra, encontrou os restos mortais e informou o bispo de Iria Flavia, que, por outro lado, informou o rei Alfonso II El Casto. Este último viajou de Oviedo a Santiago de Compostela a pé (hoje essa rota é conhecida como Caminho Primitivo) para verificar os fatos. Ele é considerado o primeiro peregrino.

Após a confirmação de que os restos mortais pertenciam ao apóstolo, foi iniciada a construção de uma pequena igreja no terreno do sepulcro, que ao longo dos séculos se tornaria a Catedral. Depois disso, o povoado em que se localizava tornou-se a cidade de Santiago de Compostela (em latim Campus Stellae), referindo-se à chuva de estrelas que indicava a localização do apóstolo em uma colina.

Esta descoberta chamou a atenção de milhares de peregrinos de todo o mundo, que começaram a viajar para a capital para visitar o sepulcro do santo por uma antiga estrada romana. Dessa forma, o Caminho Francês de Santiago se estabeleceu como a principal rota de peregrinação durante a Idade Média, proporcionando um importante canal de intercâmbio cultural, intelectual e comercial entre os peregrinos e as comunidades locais.

Embora o Caminho Francês de Compostela tenha sofrido vários altos e baixos devido a mudanças sociais, guerras ou epidemias, ele sempre conseguiu se recuperar graças às instituições dedicadas à sua promoção e preservação. Atualmente, é uma das rotas de peregrinação mais populares do mundo, pois milhares de peregrinos percorrem seus caminhos todos os anos por vários motivos, como religiosos, espirituais ou culturais.

Dicas se você for fazer Caminho Francês

Qual é a melhor época do ano para fazer o Caminho Francês de Santiago?

Nossa recomendação é fazer o Caminho Francês na primavera ou no outono. Nessas datas, o afluxo de peregrinos é menor do que no verão e os serviços turísticos estão funcionando em sua capacidade máxima, e encontrar acomodação e transporte não será um problema.

Na primavera, as temperaturas tendem a ser mais agradáveis e amenas do que no verão, o que também permite que você leve uma bagagem mais leve. Os meses de outono, especialmente setembro e outubro, também são cada vez mais escolhidos pelos peregrinos para fazer o Caminho. As temperaturas são mais amenas do que no verão (18ºC a 25ºC), facilitando as longas caminhadas, o que você vai gostar muito!

Dicas sobre como seguir esta rota

A hidratação e a nutrição durante a caminhada no Caminho de Santiago de Compostela são fundamentais para manter um bom estado de saúde e energia. É aconselhável beber água a cada 15-20 minutos e fazer cinco refeições com alto teor de energia e proteína.

As roupas devem ser leves, respiráveis e isolantes. Quanto aos calçados, recomendamos botas de trekking impermeáveis com bom amortecimento e não usar botas novas para evitar atrito.

Leve um casaco impermeável. As condições climáticas na Galícia são muito variáveis em qualquer época do ano, por isso recomendamos que você sempre leve um casaco impermeável na mochila. Ele ocupa muito pouco espaço e é muito leve, portanto você não sentirá nenhum peso extra.

Bagagem leve. Organizar sua mochila para o Caminho é um desafio, especialmente se você for carregá-la nas costas. O ideal é levar uma bagagem que não ultrapasse 10% de seu peso corporal e organizar adequadamente o interior da mochila, para evitar que suas articulações sofram. Se, por outro lado, você tiver problemas no pescoço ou se sentir sobrecarregado com a perspectiva de carregar tanto peso ao caminhar, temos um serviço de transporte de bagagem que levará sua mochila ou bagagem de uma acomodação para outra. Dessa forma, você pode colocar tudo o que quiser em sua mochila sem se preocupar em carregá-la por tantas horas.

 

Por que reservar com a Galiwonders?

Do seu jeito. Feito sob medida.

Elaboraremos um itinerário adaptado às suas necessidades, preferências e orçamento e reservaremos todos os serviços para você. Você aproveita a viagem.

Estamos em El Camino

A Galícia é a nossa casa. Percorremos todas as rotas do Caminho e temos contato direto com os prestadores de serviços do Caminho.

Também somos viajantes

Falamos vários idiomas, moramos no exterior e temos anos de experiência na organização de viagens para pessoas de todo o mundo.

Uma experiência inesquecível

Centenas de peregrinos repetem ano após ano a experiência de viajar conosco. Queremos que você seja um deles. Por isso, nos esforçaremos para tornar sua viagem única e inesquecível.

Solicita tu itinerario
Rellena el formulario y recibirás el presupuesto en tu email en 24-48h.
×

Atención comercial | Commercial Attention

×