logo_galiwonders_

Quais as principais rotas dos Caminhos de Santiago?

Hoje vamos falar sobre as principais rotas dos Caminhos de Santiago. Usando a famosa expressão “todos os caminhos levam a Roma”, podemos dizer que, de certa forma, todos os caminhos também levam a Santiago de Compostela. Com anos e anos de tradição, o Caminho de Santiago é um dos pontos de peregrinação mais movimentados do mundo. E, embora, como já dissemos, o objetivo seja o próprio Caminho, encontrar-se com o Apóstolo Santiago ou consigo mesmo, há várias rotas para chegar lá.

Você quer fazer o Caminho de Santiago, mas não sabe qual rota seguir? Abaixo, analisamos as principais rotas.

As principais rotas do Caminho de Santiago

Vamos falar aqui sobre 10 das principais rotas do Caminho de Santiago. Embora existam mais rotas que compõem a rede de Caminhos Jacobinos, selecionamos essas 10 por vários motivos: sua importância, popularidade entre os peregrinos, origens históricas e peculiaridades.

1. O Caminho Francês: a rota principal do Caminho de Santiago

Começamos com o Caminho Francês porque é o mais conhecido. Ele liga a cidade de St Jean de Pied de Port a Santiago de Compostela em mais de 30 etapas, totalizando 760 quilômetros. Por ser a rota mais popular, você vai encontrar mais serviços nesta rota, como hotéis e restaurantes (especialmente desde Sarria).

Monasterio de Santo Domingo de Silos

Em 2019, 189.937 peregrinos (54,65%) decidiram fazer o Caminho Francês. A maioria decide caminhar os últimos 100 km do Caminho Francês de Sarria a Santiago. Com a Galiwonders, você pode decidir se quer fazer o Caminho Francês de luxo ou estandard. Como mencionado acima, esta rota começa em St Jean de Pied de Port.

Esta rota começa em St Jean de Pied de Port e passa por: Roncesvalles, Zubiri, Pamplona, Puente La Reina, Estella, Los Arcos, Logroño, Nájera, Santo Domingo de la Calzada, Belorado, San Juan de Ortega, Burgos, Hornillos del Camino, Castrojeriz, Fromista, Carrión de los Condes, Calzadilla de la Cueza, Sahagún, El Burgo Ranero, Mansilla de las Mullas, León, Mazarife, Astorga, Rabanal del Camino, Ponferrada, Villafranca del Bierzo, O Cebreiro, Triacastela, Sarria, Portomarín, Palas de Rei, Arzúa e Pedrouzo (a cerca de 20 quilômetros de Santiago).

2. O Caminho Português

O Caminho Português começa na capital portuguesa, Lisboa, e são quase 600 km até Santiago (embora a maioria dos peregrinos comece no Porto para percorrer os últimos 200 km da rota, ou diretamente em Tui, a cidade que marca a fronteira com Portugal). De Tui (ou Valença), você pode percorrer os últimos 100 km desta rota. É a segunda mais popular em termos de número de peregrinos, atrás apenas do Caminho Francês. 72.357 peregrinos (20,82%) percorreram esta rota em 2019, de acordo com o Gabinete do Peregrino de Santiago.
As origens desta rota são, para alguns historiadores, tão antigas quanto a francesa e tem também a Variante Espiritual com a Traslatio.

 las principales rutas del Camino de Santiago

As principais paragens, a partir de Lisboa, são: Santa Iria, Vila Franca de Xira, Azambuja, Santarém, Golega, Tomar, Alvaiazere, Ansiao, Condeixa a Nova, Coimbra, Mealhada, Águeda, Albergaria a Velha, São João da Madeira, Grijo, Porto, Fajozes, Arcos, Barcelos, Ponte Lima, Rubias, Tui, O Porriño, Arcade, Pontevedra, Caldas de Reis, Padrón e Santiago.

Foi justamente nessa penúltima vila, Padrón, que o corpo do Apóstolo foi encontrado e levado para Santiago.

3. O Caminho Português da Costa

Esta é uma rota recente em termos de oficialização, mas uma das que mais crescem. O Caminho Português da Costa foi o terceiro Caminho mais percorrido em 2019, com 22.292 (6,41%), de acordo com os números oficiais do Gabinete do Peregrino. A rota do Caminho de Santiago, conhecida como Caminho Português da Costa, é paralela ao tradicional Caminho Português, do Porto a Santiago de Compostela, no entanto, como o próprio nome sugere, é uma rota eminentemente costeira. Do Porto a Pontevedra, praticamente todo o percurso é feito à beira-mar.

baiona galiwonders

Um grande número de peregrinos decide iniciar o Caminho Português da Costa a partir de Baiona, uma cidade famosa por ter sido o primeiro lugar a receber o anúncio da Descoberta da América. Essa rota tem 100 km de extensão, o mínimo necessário para obter a “Compostela” no final do Caminho. De Redondela a Santiago, o Caminho Português da Costa se une ao tradicional, formando uma única rota. É por isso que, a partir desse ponto, o número de peregrinos pode aumentar significativamente.

4. O Caminho do Norte

O Caminho do Norte também é uma rota muito popular, que foi recentemente declarada Patrimônio Mundial da UNESCO. Em 2019, ele ocupou o quarto lugar no ranking das rotas mais percorridas. De fato, um total de 19.019 peregrinos (5,47%) solicitaram seu certificado de peregrino assim que chegaram a Santiago de Compostela. O início dessa rota pode ser em Bayonne (França) ou Irun (Espanha), embora a maioria dos peregrinos parta diretamente de San Sebastian. São mais de 800 km até Santiago, em mais de 30 etapas.

Esta rota é uma das mais espetaculares, pois é principalmente costeira e oferece vistas incríveis do oceano. Além disso, se você percorrer todo o Caminho do Norte, poderá atravessar 4 regiões autônomas diferentes (o País Basco, Cantábria, as Astúrias e a Galiza) e desfrutar duma grande variedade de paisagens.

castro urdiales galiwonders

Algumas das principais cidades pelas quais ele passa são Bilbao, Santander, Gijón e Avilés, entre outras. Caso tenha apenas uma semana e queira percorrer os últimos 100 km do Caminho do Norte, você pode começar sua rota em Vilalba. Durante as primeiras etapas, você poderá desfrutar de uma rota mais tranquila e solitária, pois geralmente há poucas pessoas que escolhem essa rota (menos de 3.000 em 2019). No entanto, a partir de Arzúa, já na Galícia, a rota se une ao Caminho Francês de Santiago e o número de peregrinos aumenta consideravelmente.

5. O Caminho Inglês

O Caminho Inglês é uma das rotas mais curtas do Caminho de Santiago. Ele tem dois pontos de partida tradicionais: Ferrol e A Coruña. Atualmente, Ferrol tem ganhado popularidade como ponto de partida, porque a partir dele você alcançaria os 100 km necessários para receber a “Compostela”. Para obter a Compostela a partir de A Coruña, você teria de percorrer a distância que faltaria para atingir os 100 km, no ponto de origem. Em nenhum dos casos, você pode obter o certificado se percorrer a rota de bike (nesse caso, o mínimo necessário é de 200 km e ambos são mais curtos).

torre hércules a coruña-min

Ambas as cidades eram os principais portos de entrada para a região da Galiza. Os peregrinos que vinham da Inglaterra ou da Irlanda (daí seu nome) desembarcavam nesses portos para chegar a Santiago de Compostela a pé. O Caminho Inglês foi a 5ª rota mais percorrida em 2019, com 15.780 peregrinos (4,54%). Ao longo dessa rota, você pode encontrar alguns lugares incríveis e é uma boa opção se você quiser caminhar por uma rota tranquila, mas não muito isolada. Além disso, se você começar em A Coruña, poderá visitar o farol mais antigo em funcionamento na Espanha, a Torre de Hércules, declarada Patrimônio Mundial pela Unesco.

6. O Caminho Primitivo

Na sexta posição, encontramos o chamado Caminho Primitivo, que pode ser feito em 14 etapas (aproximadamente 250 quilômetros). Muito próximo dos números do Caminho Inglês, ele registrou 15.715 peregrinos (4,52%) em 2019. Essa foi a rota que deu origem a todos os caminhos, daí seu nome, e data de mais de mil anos atrás, quando o rei Alfonso II visitou o túmulo do apóstolo Santiago.

Camino Primitivo rutas del camino de santiago oviedo

A rota começa em Oviedo, e suas paragens são: Grado, Salas, Tineo, Pola Allende, Berducedo, Grandas de Salime, A Fonsagrada, O Cádavo, Lugo, Ferreira, Melide, Arzúa, Rúa e, finalmente, Santiago. No entanto, como nas demais rotas, você pode decidir percorrer apenas os últimos 100 km do Caminho de Santiago. Nesse caso, sua rota começa em Lugo e você precisará de uma semana para concluir esse Caminho. Uma vez em Melide, o caminho se une ao Caminho Francês e, em aproximadamente dois dias, os peregrinos finalmente põem os pés na Plaza del Obradoiro.

Recomenda-se escolher o Caminho Primitivo somente se você for um peregrino experiente. Mesmo que você seja um caminhante experiente, recomendamos que não faça a rota nos meses mais frios. O Caminho Primitivo no inverno pode ser perigoso por causa da chuva, da neve e do vento nas montanhas asturianas. Além disso, o número de alojamentos é muito limitado no inverno.

7. O Caminho da Via da Prata

O Caminho da Via da Prata é outra forma de completar a Rota Jacobina e, em 2019, 9.201 peregrinos escolheram essa rota (2,65%). Nesse caso, o ponto de partida é Sevilha e entre as principais paragens estão Zafra, Mérida, Cáceres, Carcaboso, Salamanca, Zamora, Puebla de Sanabria, A Gudiña, Ourense e, finalmente, Santiago. Como sempre, você pode optar por percorrer apenas os últimos 100 km da rota, nesse caso, começando em Ourense.

via de la plata caceres

O Caminho original, que era uma estrada romana, se estendia da atual Mérida até Astorga. No entanto, em Zamora, podemos seguir o Sanabrés ou Caminho Moçárabe para Santiago de Compostela. São mais de 40 etapas, ao longo de aproximadamente 1.000 km, o que torna essa rota a mais longa de todas as rotas para Santiago. É, sem dúvida, uma maneira única de descobrir a Espanha de sul a norte e admirar a grande diferença na sua cultura e arquitetura. Por exemplo, você poderá descobrir o passado islâmico da Espanha. Essa rota lhe permitirá visitar cidades maravilhosas, algumas delas Patrimônio da Humanidade, como o bairro antigo de Cáceres, o conjunto arqueológico de Mérida, a Catedral e o Alcázar de Sevilha e o bairro antigo de Salamanca.

8. O Caminho de Finisterra

Esta é a única rota do Caminho de Santiago que não termina em Santiago de Compostela, mas começa nessa cidade.

O Caminho de Finisterra faz parte da tradição das rotas jacobinas, e tem uma série de peculiaridades. Por um lado, é a rota mais curta do Caminho de Santiago, com menos de 100 km. Por outro lado, ela tem uma origem pagã, até mesmo da tradição celta, anterior ao cristianismo. Já na época romana, Finisterra era considerada um enclave místico, e há muitas culturas que consideram essa área quase como um altar para o Deus Sol. Além disso, o Caminho de Finisterra tem sua própria credencial e sua própria Compostela: a Finisterrana.

Finisterre ruta del camino de santiago galiwonders

Há muitos peregrinos que, depois de terminar o Caminho em Santiago, decidem continuar até Finisterra, para ver o mar e o pôr do sol em seu famoso farol. Ali se encontra o marco que indica o quilômetro 0 do Caminho de Santiago.

Apesar de todas essas peculiaridades, o Caminho de Finisterra é uma das principais rotas do Caminho de Santiago. Lembre-se de que, depois de chegar a Finisterre, você pode continuar o Caminho até Muxía.

9. O Caminho de Inverno

É chacmado Caminho de Inverno, mas não se engane! Apesar de seu nome, ele pode ser percorrido durante todo o ano, não apenas no inverno. O Caminho de Inverno nasceu como uma alternativa para os peregrinos que queriam percorrer o Caminho Francês durante o inverno, já que as seções em torno de O Cebreiro podem ser fechadas devido à neve. No geral, o número de peregrinos é baixo, cerca de 1.000 em 2019, também porque a rota é muito exigente. Além disso, é a única rota que atravessa todas as províncias da Galiza (Ourense, Pontevedra, Lugo, A Coruña).

¿Cuáles son las principales rutas del Camino de Santiago?

Você pode percorrer todo o Caminho de Inverno a partir de Ponferrada ou apenas os últimos 100 km a partir de Monforte de Lemos. Em ambos os casos, você poderá desfrutar de paisagens maravilhosas, como a Ribeira Sacra, e descobrir outra área maravilhosa da Galiza. Nessa região, você pode provar alguns dos vinhos mais famosos da Espanha e apreciar as incríveis vistas ao Rio Sil.

10. O Caminho Aragonês

O Caminho Aragonês é uma das rotas menos conhecidas, mas também uma das mais antigas.

São cerca de 140 quilômetros divididos em 6 etapas: Somport, Jaca, Arrés, Ruesta, Sangüesa, Monreal e Puente la Reina. Quando chega à Plaza de Obanos, termina essa etapa, que cruza com o Caminho Francês e termina em Santiago de Compostela. Devido a essa união de caminhos, o Caminho Aragonês também é chamado de Caminho Franco-Aragonês.

Se você está pensando em fazer o Caminho de Santiago, entre em contato conosco! Você ainda tem dúvidas sobre qual rota escolher? Gostaria de receber um itinerário personalizado? Não hesite em preencher o formulário abaixo!

Richiedi il tuo itinerario

    Data del tour?

    Ho letto e accetto la Politica della Privacy

    Desidero ricevere notizie, contenuti esclusivi, comunicazioni commerciali.


    - Titolare del trattamento dei dati: Galiwonders, S.L.U.

    - Finalità: Per gestire le iscrizioni, inviare comunicazioni e trattare i dati in conformità alle finalità indicate nella nostra informativa sulla privacy.

    - Legittimazione: consenso delle parti interessate

    - Destinatario: fornitori, partner e sviluppatori. Al di fuori di questi campi, i dati non saranno trasferiti a terzi, a meno che non siano obbligati per legge a farlo.

    - Diritti: accesso, rettifica e cancellazione dei dati, nonché altri diritti, come spiegato nella nostra politica sulla privacy.

    Facebook-f Twitter Instagram Pinterest

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Solicita tu itinerario
    Rellena el formulario y recibirás el presupuesto en tu email en 24-48h.
    ×

    Atención comercial | Commercial Attention

    ×